Sasum

  • Home
  • /
  • Está lançado o Projeto “UMinho em Campo: Juntos na Transformação”

Está lançado o Projeto "UMinho em Campo: Juntos na Transformação"

Unidade curricular opcional dedicada ao voluntariado e integração da componente de voluntariado nas UC’s serão realidades no próximo ano letivo.

A Universidade do Minho (UMinho) lançou ontem, dia 5 de dezembro, o seu projeto de voluntariado, uma iniciativa que visa promover o bem-estar social e a solidariedade em toda a comunidade académica. Designado de “UMinho em Campo: Juntos na Transformação”, o projeto envolverá, já a partir do próximo ano letivo, a criação de uma nova “opção UMinho”, uma unidade curricular opcional dedicada ao voluntariado e a integração de uma componente de voluntariado nas Unidades Curriculares (UC’s).

Este projeto, que reconhece a importância de ligar a dimensão pedagógica a causas sociais e solidárias, foi apresentado pela Vice-Reitora para a Educação e Mobilidade Académica, Filomena Soares e pela coordenada do projeto, Sílvia Araújo, perante uma plateia de muitos estudantes, docentes e trabalhadores da Universidade.

Antecedendo esta apresentação, a Comissão de Implementação do Voluntariado UMinho fez uma análise sobre as atividades de voluntariado existentes na Academia, seja nas unidades orgânicas, nos grupos de estudantes, na Associação Académica ou iniciativas individuais, atividades que segundo Filomena Soares, “continuarão a acontecer”, acrescentando que, “o projeto que estamos hoje a lançar tem como objetivo, reconhecer e promover todas estas atividades, e também outras enquadradas em projetos educativos”, disse.

O projeto visa, também, unir estudantes, docentes e funcionários da Universidade em ações voluntárias significativas, ao mesmo tempo que procura fortalecer parcerias com empresas que partilham a visão de responsabilidade social e estão dispostas a apoiar a UMinho nas causas sociais e solidárias. “É através desta interação entre educação e a interação com a comunidade que vamos conseguir desenvolver as tão importantes competências transversais de que tanto se fala e que nem sempre há espaço nas salas de aula para as desenvolver”, apontou a coordenada do projeto. Afirmando que “é um dever da UMinho desenvolver a sensibilidade dos nossos jovens para esta agenda”.

A conexão às empresas é também um dos grandes objetivos, através dos projetos de voluntariado, mas para além das fronteiras da caridade, a UMinho quer que os seus alunos possam levar conhecimento para fora dos seus muros, e nessa interação, crescerem e contribuírem “para encontrar soluções para intervir de forma efetiva no futuro do planeta”, sublinhou Sílvia Araújo.

A proposta “arrojada” desta Comissão, é, segundo a sua coordenadora, primeiro, “oferecer, já no próximo ano letivo 2024/2025, uma opção UMinho que se chamará “UMinho em Campo: Juntos na Transformação”, uma opção oferecida a todos os estudantes da Universidade, para que os alunos de licenciatura possam ter, logo desde o primeiro contacto com a Universidade, um contacto também com a sociedade”, referiu.

Em segundo, a Comissão achou que seria interessante “desafiar todos os docentes da UMinho a integrar uma componente de voluntariado nas suas UC’s, para que os alunos possam aplicar em contexto o que aprenderam na componente teórica da disciplina”, indicou.

Para que isto seja possível, já em janeiro, dia 9, vai ser facultada a primeira formação aos docentes, em Aprendizagem-Serviço, no intuito de facilitar o redesenho curricular da sua disciplina, de forma a conseguir integrar a vertente do voluntariado na UC.

Este é já um movimento europeu, a que a UMinho se está agora a juntar.

A Comissão de Implementação do Voluntariado UMinho, designada pela Vice-Reitora para a Educação e Mobilidade Académica, Professora Filomena Soares, é coordenada por Sílvia Lima Gonçalves Araújo e tem como membros Anabela Alves, António Vicente, Celina Pinto Leão, Pedro Albuquerque e um representante da Associação Académica da UMinho.

No Dia Internacional do Voluntário, foram ainda apresentados os resultados de um inquérito sobre o envolvimento dos estudantes da UMinho em projetos de voluntariado, revelando-se que cerca de 3% dos estudantes da Academia estão ligados a projetos de voluntariado, cerca de 600 alunos. Mais de metade diz ser voluntário por acreditar “ser um dever ajudar a comunidade, para apoiar as causas em que acredita ou para aplicar em contexto real os princípios de vida”.

Texto: Ana Marques

Foto: Nuno Gonçalves

PT
Skip to content