Sasum

  • Home
  • /
  • UMinho promoveu a primeira edição do Global Mobility Forum

UMinho promoveu a primeira edição do Global Mobility Forum

A Universidade do Minho (UMinho) organizou no passado dia 7 de dezembro, a primeira edição do Global Mobility Forum. Sob o tema “International Experiences from the UMinho Community” foram dadas a conhecer as experiências de mobilidade de docentes, investigadores e estudantes pelos quatro cantos do mundo.

O evento veio patentear a importância que a UMinho dá à dimensão da internacionalização ao nível da mobilidade e a forte dinâmica da academia minhota nesta área.

Com intervenções do vice-reitor para a Investigação e Inovação, Eugénio Campos Ferreira, da vice-reitora para a Educação e Mobilidade Académica, Filomena Soares, e da pró-reitora para os Projetos Científicos e Gestão da Investigação, Sandra Paiva, a sessão contou ainda com a partilha de experiências, na primeira pessoa, de docentes, investigadores, estudantes e técnicos da UMinho, que abordaram as suas vivências ao abrigo de programas de intercâmbio nas áreas de investigação, ensino ou gestão pela América do Norte, América Central e do Sul, em África, na Ásia e Oceânia e na Europa.

O evento serviu para reunir e mostrar a vasta experiência da UMinho a nível da mobilidade internacional e o valor que estas experiências trazem para Universidade e para a sua comunidade.

Como referiu Sandra Paiva, “são várias as tipologias de mobilidade em diferentes âmbitos: na investigação, no ensino, na gestão, no voluntariado, bem como as diversas possibilidades e os diversos mecanismos de financiamento”.

Com uma grande tradição no incentivo à mobilidade global, a UMinho tem, segundo Filomena Soares, “proporcionado oportunidades únicas a toda a sua comunidade, potenciando a expansão dos seus horizontes”. Experiências que refere, “não são enriquecedoras apenas a nível individual, mas sem dúvida contribuem também para a diversidade e excelência que caracterizam a nossa Universidade”.

Segundo esta, o evento teve como objetivo, “inspirar e motivar outros na procura de oportunidades internacionais, promovendo o intercâmbio de conhecimentos e de cultura, bem como de amizades”.

Para Eugénio Campos Ferreira, a mobilidade “faz parte do nosso ADN há muitos anos”, por isso, deixa um apelo a toda a comunidade que participe nos programas de intercâmbio, “são experiências que são uma mais-valia para a formação de cada um, experiências enriquecedoras que importa aproveitar”, disse.

O evento contou ainda com uma mesa-redonda que debateu as perspetivas de liderança na mobilidade global. O momento juntou à conversa o Reitor, Rui Vieira de Castro, a coordenadora para o Ensino Superior da Agência Nacional Erasmus+, Carla Ruivo, o CEO do Grupo Casais, António Carlos Rodrigues, a diretora-executiva da Comissão Fulbright, Otília Macedo Reis, e o gestor de Ciência e Inovação da Embaixada do Reino Unido em Portugal, Frederico Lyra. A moderação coube à professora e eurodeputada Isabel Estrada Carvalhais.

Texto: Ana Marques

Foto: Nuno Gonçalves

PT
Skip to content