Sasum

  • Home
  • /
  • UMinho quer melhorar qualidade dos serviços prestados

UMinho quer melhorar qualidade dos serviços prestados

O 5.º Evento Anual da Qualidade teve lugar no passado dia 13 de dezembro, no campus de Gualtar da Universidade do Minho (UMinho), e visou, por meio do debate e troca de ideias entre diferentes unidades da Universidade e instituições externas, fomentar estratégias para melhorar a qualidade dos serviços prestados.

Tendo como grandes objetivos, delinear estratégias de motivação e incentivo à participação da comunidade académica nas questões da qualidade, implementação de políticas e práticas que reconheçam as contribuições individuais e coletivas neste âmbito, bem como ações de divulgação e envolvimento para que todos compreendam como afirmar a qualidade nas instituições de ensino superior, o foco é, principalmente, que a comunidade académica se envolva nas questões da qualidade, uma vez que ficou evidente, durante o evento, o desinteresse da comunidade académica nestas questões.

“O tema da qualidade é um tema importante”, referiu a vice-reitora da UMinho para a Educação e Mobilidade, Filomena Soares, salientando que “ainda temos um grande caminho”, e que a avaliação institucional em interação com a A3ES – Agências de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior “é algo que temos de seguir”, apontou.

Para Luís Amaral, vice-reitor da UMinho para a Transformação Organizacional e Simplificação Administrativa, “a comunicação é a palavra-chave”, frisando que é necessária “a participação, o comprometimento e o engajamento das pessoas com o funcionamento do sistema de qualidade”, sendo que, como disse, “as campanhas de sensibilização são um instrumento que não é suficiente, mas estão a ser equacionados outros mecanismos”.

O evento contou com as intervenções de Maria João Manatos (coordenadora do Gabinete de Estudos e Análise da A3ES – Agências de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior), Carla Matias e Carla Farelo (coordenadora e Gestora da Unidade de Qualidade do ICTE – Instituto Universitário de Lisboa) e Inês Sousa (vice-presidente da Escola de Ciências da UMinho).

Texto: Ana Marques

Foto: Nuno Gonçalves

PT
Skip to content