Sasum

  • Home
  • /
  • UMinho vai ter 450 jovens a construir robôs móveis durante três dias

UMinho vai ter 450 jovens a construir robôs móveis durante três dias

RoboParty inicia amanhã em Guimarães e é considerada a maior iniciativa de robótica educacional do mundo

O Laboratório de Automação e Robótica da Universidade do Minho e a sua spin-off botnroll.com promovem entre esta quinta-feira a sábado, dias 21 a 23 de março, a RoboParty 2024, com cerca de 450 participantes de todo o país, mas também do Brasil e Espanha. Esta 16ª edição decorre no pavilhão desportivo do campus de Azurém, em Guimarães, e o público tem entrada livre.

Trata-se do maior evento de robótica educacional do mundo, ensinando a criar e construir robôs móveis autónomos de forma simples e animada. A sessão de abertura é esta quinta-feira, pelas 10h00, prevendo-se o presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, e o coordenador da iniciativa e professor da Escola de Engenharia da UMinho, Fernando Ribeiro, entre outros.

Os participantes desta RoboParty têm entre 10 e 66 anos, sendo boa parte da faixa etária dos 15-17 anos. Há 111 equipas (com quatro elementos cada), incluindo quatro equipas do Brasil e quatro de Espanha. No início do evento, as equipas recebem um kit em peças do robô “Bot’n Roll One A”. Segue-se a formação básica em eletrónica, programação e mecânica para permitir a construção do protótipo, num ambiente de entreajuda e com apoio permanente de 65 estudantes maioritariamente de Engenharia Eletrónica Industrial e Computadores da UMinho.

Três dias non-stop

No segundo e terceiro dias, os participantes põem os seus robôs à prova em quatro desafios: Race of Champions, Prova de Obstáculos, Fun Challenge e Dança, sendo esta última no sábado às 14h00, cativando muito público devido à sua espetacularidade. Há algumas surpresas em Fun Challenge, pois os robôs não são 100% autónomos e precisam da destreza do seu “mestre”. No final, os participantes vão poder levar os robôs consigo para casa ou para a escola para continuarem a aprender.

Ao longo dos três dias non-stop (os jovens trazem saco-cama), há atividades lúdicas e desportivas paralelas, como a apresentação de gadgets, DJs, torneios de basquetebol, ténis de mesa, xadrez e tiro com arco, além de treino funcional, peddy paper e atuações das tunas Tun’ Obebes e Afonsina.

Este ano destacam-se ainda as demonstrações de robôs desenvolvidos na UMinho (o ajudante Charmie e os Futebolistas), o lançamento do novo botnroll (permite visão por computador e programar em Python) e as formações MatLab e Simulink acreditadas para professores. Desde 2007, a RoboParty já teve mais de 8000 jovens a divertirem-se e aprenderem eletrónica, programação e mecânica. Os sites oficiais são www.roboparty.org e facebook.com/RoboParty.

Texto: GCI

PT
Skip to content