Posted on Leave a comment

Dia Mundial da Segurança Alimentar

Dia Mundial da Segurança Alimentar

Os SASUM, em colaboração com a CONTROLSAFE, celebram o Dia Mundial da Segurança Alimentar – 07 de junho, sob o mote: Uma ALIMENTAÇÃO SEGURA é uma RESPONSABILIDADE DE TODOS NÓS. Proteja-se hoje, para aproveitar o amanhã.

Neste âmbito, deixamos um pequeno guia sobre o que é uma intoxicação alimentar, sintomas, causas e tratamento. Para prevenir, damos a conhecer os cinco passos essenciais para uma alimentação mais segura.

Mais informações em:

http://cm.pn/hc1p

Texto: SASUM

Posted on Leave a comment

Dores Rodrigues aposenta-se ao fim de 42 anos ao serviço dos SASUM!

Dores Rodrigues aposenta-se ao fim de 42 anos ao serviço dos SASUM!

Conhecida por muitos dos que diariamente percorrem ou percorreram os campi da Universidade do Minho, Dores Rodrigues, uma das mais antigas trabalhadoras dos Serviços de Acção Social da Universidade do Minho (SASUM) aposentou-se no passado dia 31 de maio, com quase 42 anos de serviço.

Tendo sempre como lema, desde que veio trabalhar para os SASUM em 1982, ?dar muita atenção às necessidades dos alunos? porque como diz ?se nós existimos é por causa deles?, Dores Rodrigues iniciou a sua carreira nesta Universidade na única cantina existente na altura, na rua D. Pedro V, como auxiliar de alimentação. Durante estes anos passou por quase todas as unidades alimentares dos SASUM em Braga, concluiu a sua carreira na cantina de Gualtar, onde prestava auxílio na cozinha e era presença diária na rampa.

Querida por muitos dos que ali passavam diariamente, afirmou gostar muito do que fazia, de lidar com o público e do convivo com os estudantes ?gosto mesmo muito?, disse.

Os colegas de trabalho, no passado dia 29 de maio, prepararam-lhe uma despedida surpresa que a deixou feliz e emocionada. ?Sempre soube que tinha uma boa relação com todos, fiquei muito feliz com o carinho dos colegas, foi muito bom?, referiu com a felicidade estampada no rosto. Na hora da saída, e reconhecendo já estar com o coração apertadinho, afirmou que vai ?sentir saudades das pessoas e do ambiente que me acompanhou nestes últimos 42 anos?, expondo que ?apesar de me sentir feliz aqui, é hora de acalmar e ter mais tempo para mim e para os meus?, ?agora vou tentar adaptar-me à boa vida?, disse com um sorriso.

Os SASUM e Academia agradecem o trabalho e a dedicação e desejam à D. Dores muita saúde e felicidades nesta nova etapa da sua vida.

Texto: Ana Marques

Foto: SASUM

Posted on Leave a comment

Concerto de Primavera da Orquestra da UMinho a 20 de junho

Concerto de Primavera da Orquestra da UMinho a 20 de junho

A Reitoria da Universidade do Minho e a Comissão Comemorativa dos 50 anos da Universidade do Minho oferecem a toda a comunidade académica o Concerto de Primavera da Orquestra da UMinho. A iniciativa acontece a 20 de junho e insere-se no programa comemorativo de celebração do 50º aniversário da UMinho.

A direção musical de orquestra neste espetáculo está a cargo do maestro Vítor Matos e no piano estará Ângelo Martingo, ambos professores do Departamento de Música da UMinho. O programa inclui a Sinfonia nº 5, Op. 67 e o Concerto para piano e orquestra Op. 58, de Ludwig van Beethoven.

O espetáculo acontece no Salão Medieval da Reitoria, no Largo do Paço, em Braga, pelas 21h30 e toda a nossa comunidade está convidada a participar neste momento de cultura e de celebração.

Texto:GCI

Posted on Leave a comment

Professor Vítor Aguiar e Silva vai ser condecorado pelo Presidente da República

Professor Vítor Aguiar e Silva vai ser condecorado pelo Presidente da República

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, atribui no próximo dia 6 de junho a Ordem de Camões ao Professor Vítor Aguiar e Silva, pelos seus contributos para a língua portuguesa e a sua projeção no mundo. A condecoração é a título póstumo e, em seu nome, vai receber as insígnias a Vice-reitora para a Cultura e Território, Joana Aguiar e Silva. A cerimónia realiza-se pelas 17h00, no Palácio de Belém, em Lisboa, por ocasião das comemorações dos 500 anos do escritor Luís de Camões.

Vítor Aguiar e Silva (1939-2022) é um nome maior da academia portuguesa e dos estudos literários e camonianos. Formou-se e ensinou na Universidade de Coimbra e, em 1989, transitou para a UMinho, onde foi vice-reitor, fundador do Centro de Estudos Humanísticos e Professor Catedrático e Emérito da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas, cuja biblioteca tem também o seu nome. Foi igualmente docente visitante em várias universidades estrangeiras.

Por outro lado, coordenou a proposta de criação do Instituto Camões e a Comissão Nacional de Língua Portuguesa, sendo ainda membro do Conselho Nacional de Cultura e da Academia das Ciências de Lisboa. Recebeu os prémios Vergílio Ferreira, Vida Literária, D. Dinis, APE, Eduardo Prado Coelho, Jorge de Sena e Camões, além da Grã-Cruz da Ordem de Instrução Pública, o Doutoramento Honoris Causa pelas Universidades de Lisboa e dos Açores e a Insígnia de Ouro da Universidade de Santiago de Compostela.

Texto: GCI

Posted on Leave a comment

Dia Mundial Sem Tabaco – Troca um (mau) vício por um (bom) hábito

Dia Mundial Sem Tabaco - Troca um (mau) vício por um (bom) hábito

Os Serviços de Acção Social da Universidade do Minho (SASUM) assinalam hoje o Dia Mundial Sem Tabaco, lançando um desafio aos fumadores:

Na semana de 3 a 7 de junho, desloca-te aos Gabinetes Médicos dos SASUM (Gualtar e Azurém) e levanta o teu voucher de oferta de inscrição e 10 sessões nos serviços desportivos. Em troca, deixa connosco o teu compromisso em adotar um estilo de vida saudável e sem fumo. A nossa equipa de enfermagem está disponível para te apoiar neste processo. A palavra é tua, o gosto é todo nosso.

O Dia Mundial Sem Tabaco foi criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1987, com vista a alertar, sensibilizar e aumentar a consciencialização da população sobre os riscos e efeitos prejudiciais do uso do tabaco e da exposição ao fumo passivo.

Em 2024 tem como tema a ?Proteção das crianças contra a interferência da indústria de tabaco?. O objetivo é lançar uma plataforma aos jovens, para que exijam que a indústria do tabaco pare de os afetar com produtos prejudiciais à sua saúde, solicitando aos governos que adotem políticas que os protejam das práticas manipuladoras dessas indústrias.

O tabagismo é responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida, sendo um fator de risco para o fumador e para todos os que estão expostos ao fumo passivo.

Nunca é demais relembrar alguns números associados ao tabagismo: os fumadores têm, em média, menos dez anos de vida, e o tabaco é responsável por 25 a 30% da totalidade dos cancros (lábio, língua, boca, faringe e laringe), 80% dos casos de doença pulmonar crónica obstrutiva (DPOC), 75 a 80% dos casos de bronquite crónica, 90% dos casos de cancro do pulmão e 20% da mortalidade por doença coronária.

Na próxima semana, aproveita a oportunidade para trocar um (mau) vício por um (bom) hábito.

Texto: SASUM

Posted on Leave a comment

Alain Aspect é o novo doutor Honoris Causa da UMinho

Alain Aspect é o novo doutor Honoris Causa da UMinho

Este título honorífico completou uma lista de 22 doutoramentos Honoris Causa já atribuídos pela nossa Universidade a personalidades eminentes, nacionais ou estrangeiras.

A Universidade do Minho (UMinho) atribuiu ontem o doutoramento Honoris Causa ao físico francês Alain Aspect, em resultado de uma proposta da Escola de Ciências. A cerimónia decorreu no salão medieval da Reitoria, em Braga, e contou com a presença da secretária de Estado da Ciência, Ana Paiva.

O título de Doutor Honoris Causa é atribuído a personalidades que se tenham distinguido na atividade académica, científica, profissional, cultural, artística, cívica ou política, ou que hajam prestado altos serviços à Universidade, ao país ou à humanidade, como tem sido o caso do Professor Alain Aspect, um físico mundialmente reconhecido pelos seus trabalhos fundamentais nas áreas de Ótica Quântica e Física Atómica. São da sua autoria as experiências que permitiram resolver um dilema fulcral e de longa data na Mecânica Quântica, conhecido como o paradoxo EPR.

Referindo-se ao novo Doutor da UMinho como ?uma figura maior da ciência mundial na área da física?, o Reitor, Rui Vieira de Castro realçou que o Doutoramento Honoris Causa reconhece, através do mais elevado grau que atribui, ?percursos profissionais e de vida cidadã, entendidos como extraordinários?. Apresentando a Universidade essas pessoas como ?referência para a Academia e para a Sociedade?, disse.

O pioneiro físico francês foi apadrinhado nesta cerimónia por Mikhail Vasilevskiy, que nos deu conta do seu brilhante percurso de académico e cientista, percurso que culminou na atribuição, em 2022, do Prémio Nobel da Física, que recebeu juntamente com o norte-americano John Clauser e o austríaco Anton Zeilinger.

? A UMinho ao atribuir-lhe este título presta-lhe a sua homenagem pelo trabalho académico que vem realizando, pelo impulso que deu ao desenvolvimento científico, pelo elevadíssimo nível das suas contribuições na área científica da Física?, sublinhou o responsável máximo da UMinho, agradecendo a Alain Aspect pelo ?exemplo de compromisso e dedicação à ciência e ao trabalho científico?, pela ?convicção no poder da ciência para conformar um mundo melhor?, pela ?disponibilidade para partilhar com todos nós, também com os mais novos, o seu saber e a sua experiência?, ?seja muito bem-vindo ao corpo de doutores da UMinho?, declarou.

No seu discurso, o novo Doutor da academia minhota deixou a mensagem que ?sem ciência não vão conseguir resolver os problemas do planeta?, apontando a importância da computação quântica ?como ferramenta crucial para enfrentar os desafios globais?. 

O Governo esteve representado pela Secretária de Estado da Ciência, que no final do evento realçou a importância da iniciativa e da atribuição do título a uma das personalidades maiores da ciência mundial, no sentido não só da promoção da ciência, mas sobretudo ?para inspirar os jovens a quererem ser cientistas, para se mostrar que estamos a conseguir ir mais longe com a ciência?, afirmou.

Durante a tarde, os alunos da academia minhota tiveram a oportunidade única de participar numa aula lecionada pelo Prémio Nobel da Física 2022.

Texto: Ana Marques

Foto: Nuno Gonçalves

Posted on Leave a comment

UMinho abriu portas para mostrar supercomputador Deucalion

UMinho abriu portas para mostrar supercomputador Deucalion

A Universidade do Minho recebeu no campus de Azurém, em Guimarães, as empresas interessadas em conhecer o Deucalion, o mais rápido dos supercomputadores instalados em Portugal. A iniciativa, inserida no ?Dia Aberto ao Conhecimento?, promovido pela Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI), pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e pela Universidade do Minho (UMinho), decorreu ontem, dia 22 de maio, e pretendeu sensibilizar as pequenas e médias empresas para as potencialidades do supercomputador para a transição verde e digital.

O objetivo foi mostrar às empresas a capacidade de cálculo que existe e que pode ser utilizada por elas, por entidades públicas, municípios e centros de investigação, visando impulsionar a investigação e a inovação.

Para o vice-reitor para a Investigação e Inovação, Eugénio Campos Ferreira, este evento foi um ?apelo às empresas?, para que conheçam e se se sirvam do equipamento que como referiu, é ?uma máquina poderosíssima que deve ser posta à disposição das várias comunidades?.

As empresas receberam informação sobre os mecanismos de acesso aos supercomputadores para o desenvolvimento de modelos de inteligência artificial, compatíveis com a estratégia europeia de promoção da competitividade, orientada para o lançamento eficaz e acelerado de produtos mais inovadores e tecnologicamente mais sofisticados.

A iniciativa terminou com uma visita guiada às instalações do Deucalion, inaugurado em setembro de 2023, com capacidade para executar 10 milhões de biliões de cálculos por segundo. O supercomputador ocupa duas filas de 26 armários de dois metros de altura, tem cerca de 1900 metros de fibra ótica, 2359 cabos de alta velocidade e pesa 26 toneladas.

Texto: Redação

Foto: Nuno Gonçalves

Posted on Leave a comment

UMinho atribui honoris causa a Prémio Nobel Alain Aspect

UMinho atribui honoris causa a Prémio Nobel Alain Aspect

A Universidade do Minho atribui na próxima segunda-feira, dia 27 de maio, o doutoramento honoris causa ao físico francês Alain Aspect, em resultado de uma proposta da Escola de Ciências. O momento acontecerá pelas 11h00, no salão medieval da Reitoria, no Largo do Paço, em Braga, numa cerimónia também transmitida no canal de YouTube desta academia.

Alain Aspect é um dos pioneiros na ciência da informação quântica, tendo estudado na Universidade de Orsay e lecionando atualmente no Institut d’Optique da Universidade Paris-Saclay. A sua tese de doutoramento, em 1983, centrou-se em testes experimentais dos fundamentos da mecânica quântica, tendo os seus testes das desigualdades de Bell levado ao Prémio Nobel da Física de 2022, que recebeu juntamente com o norte-americano John Clauser e o austríaco Anton Zeilinger.

Alain Aspect é membro de várias academias científicas em França, Áustria, Bélgica, Itália, Reino Unido e EUA. Recebeu a medalha de ouro CNRS, em 2005, o Prémio Wolf de Física, em 2010 e a Medalha Albert Einstein, em 2012. Em 2013 foi-lhe atribuído o Prémio Balzan de Informação Quântica, a Medalha de Ouro Niels Bohr e a Medalha Ives da Optical Society of America.

A UMinho já atribuiu 21 doutoramentos honoris causa: Hans Flasche (1979), Cornelio Sommaruga, Eurico Dias Nogueira, Émile Noel, Eurico Teixeira de Melo (todos em 1990), José Veiga Simão (1994), Joaquim Pinto Machado, Francisco Carvalho Guerra, José Luís Encarnação (todos em 2002), Joaquim Chissano (2005), Joseph Gonnella, Marcel de Botton, Michel Maffesoli (todos em 2011), Nuno Portas (2012), Ramón Villares (2015), Gene Grossman (2016), Álvaro Laborinho Lúcio, Frei Bento Domingues (ambos em 2019), Angel Carracedo (2020), Dava Newman e José Ramos (ambos em 2023).

Texto: GCI

Posted on Leave a comment

?A importância das eleições europeias? foi debatida na UMinho

?A importância das eleições europeias? foi debatida na UMinho

O Ministro da Agricultura e das Pescas, José Manuel Fernandes, esteve à conversa com alunos da UMinho sobre a União Europeia (UE) no intuito de esclarecer os participantes sobre as mais variadas questões, mas principalmente, para demonstrar a importância destas eleições e a relevância da sua participação no ato eleitoral.

A sessão, organizada pela Escola de Economia e Gestão (EEG) da Universidade do Minho, esteve inserida no ciclo de palestras do Programa de Desenvolvimento de Competências Transversais EEGenerating Skills e também do programa ?Terra Europa? da RTP, que convida figuras políticas com experiência no Parlamento Europeu a visitarem oito escolas públicas e três universidades nacionais, interagindo diretamente com os estudantes. O objetivo é incentivar a participação nas eleições europeias e fortalecer o interesse pelos assuntos da UE, a consciência cívica e ainda a ponte entre instituições democráticas e a próxima geração de eleitores, para uma sociedade participativa e informada.

Carlos Meneses, vice-presidente da EEG, introduziu a conversa, referindo que o objetivo da iniciativa é, sobretudo, ?para sairmos daqui verdadeiros embaixadores destas eleições europeias que muito nos devem dizer?, referiu.

Para esta conversa, o ex-eurodeputado europeu e atual ministro, voltou a vestir o ?fato europeu?, afirmando que ?temos de ter sempre esse fato?, realçando que Portugal ?deve reconhecer tudo aquilo que tem recebido?, apontando não só os valores, como também os recursos financeiros que têm vindo da UE. “90% do investimento público em Portugal tem origem no orçamento da UE”, disse, indicando também que, ?quando chegarmos a 2030, recebemos cerca 200 mil milhões de euros desde a nossa adesão?, destacando os progressos que o país tem tido com origem no financiamento da UE.

 ?Portugal deve lutar por uma UE mais forte?, expôs, no sentido de que os desafios comuns só serão combatidos se os 27 atuarem em conjunto.

Apelando a que se lute pelo projeto europeu, e tendo em conta que o Eurobarómetro aponta que quase 80% dos jovens portugueses, entre os 18 e os 30 anos, querem ter uma palavra a dizer na escolha dos 21 eurodeputados que se vão ser escolhidos para o Parlamento Europeu, José Manuel Fernandes diz esperar que ?essa intenção de voto se concretize mesmo? no próximo dia 9 de junho, ?é essencial que haja essa participação?, disse.

Mostrando-se preocupado com os ?extremos?, sublinhou que ?muitas vezes só se fala da extrema-direita, mas não há bons ditadores, são todos maus, quer sejam de esquerda ou de direita, os extremos são todos maus?, patenteou.  Num apelo ao voto no centro declarou ?eles votam sempre contra, se se juntam põem em perigo o projeto europeu e os moderados, os que defendem a UE merecem ser reforçados?, afirmou.

Texto: Ana Marques

Foto: Nuno Gonçalves

Posted on Leave a comment

UMinho realiza maior festival universitário europeu de minicarros personalizados

UMinho realiza maior festival universitário europeu de minicarros personalizados

A Universidade do Minho, em Guimarães, recebe esta quarta-feira à tarde o ?Race Party?, considerado o maior festival académico de provas de minicarros personalizados na Europa.

A 10ª edição da iniciativa espera cerca de 300 alunos das universidades de Aveiro, Coimbra, Lisboa, Minho, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro em provas de design, rapidez e distância, além de desafios surpresa e aos campeões e de vários prémios. O evento decorre das 12h00 às 16h30, na nave principal do campus de Azurém, sendo a entrada livre. A organização cabe ao Departamento de Engenharia Mecânica e ao Centro de Investigação em Microssistemas Eletromecânicos (CMEMS) da Escola de Engenharia da UMinho.

Os minicarros foram construídos neste semestre letivo e seguem os princípios da engenharia, procurando desempenhos ótimos (não se usa fuel nem bateria), soluções criativas, design inovador e preocupação ambiental, além de se fomentar o espírito de equipa. Alguns são mais velozes ao estilo dragster e outros são do tipo pinewood derby, usando um bloco de madeira de pinho e com quatro rodas de plástico.

?Há eventos do género no Reino Unido, Alemanha ou França, mas mais localizados e sem a nossa dimensão, organização e experiência?, explica o coordenador Paulo Flores. Este professor voltou a convidar docentes de Engenharia Mecânica e áreas afins de outras academias nacionais onde também se fazem pontualmente provas internas de exibição e os respetivos alunos ?ficaram contentíssimos e motivados? em vir a Guimarães.

Prova surpresa exige ajustar o bólide

No programa destaca-se a prova de rapidez, às 12h30, em que cada minicarro dragster, acionado por uma mola, percorre cinco metros o mais rápido possível. A prova de distância é às 15h00 e ganha o veículo que chega mais longe num só lançamento. Segue-se a prova surpresa, havendo 15 minutos para cada grupo ajustar a eficiência e performance do seu bólide para um determinado objetivo. Já o desafio dos campeões vai permitir, às 16h00, uma última tentativa para os concorrentes que queiram superar o desempenho dos minicarros vencedores.

?Esta iniciativa criada em 2015 é já comparável a eventos similares dos EUA e permite a estudantes portugueses de Engenharia Mecânica, Engenharia do Produto e Engenharia Aeroespacial desenvolverem protótipos físicos e virtuais com várias soluções, adequando a complexidade ao seu grau de conhecimento científico-tecnológico e à sua ligação a uma futura profissão?, realça Paulo Flores. O evento insere-se nas atividades letivas do Projeto Integrador Engenharia Mecânica II e tem captado o interesse do mercado, tendo o apoio de entidades como a Porsche.

Texto: GCI